Não perca 3 dicas para otimizar o processo de inventário de estoque

Realizar um inventário de estoque é uma tarefa que gera muita preocupação entre os lojistas. Muitas vezes, faz-se de forma lenta e com poucas estratégias de otimização. É exatamente isso que causa certo receio na hora de fazer a contabilização dos produtos a fim de gerar um inventário de estoque bem elaborado.

Mas existem três dicas que são fundamentais para otimizar o processo de inventário de estoque. Com elas, o processo fica mais dinâmico e ágil, sem deixar de lado a segurança das informações.

Quer descobrir como isso é possível? Veja todo o artigo até o final agora mesmo!

Para que serve e como funciona o inventário de estoque?

Em primeiro lugar, é necessário compreender que esse processo nada mais é do que uma prática utilizada por meio da identificação, contagem e classificação dos produtos. Essa tarefa objetiva verificar se há conformidade entre os produtos que deram entrada e saída no estoque. Isso é muito importante para evitar eventuais fraudes e ter uma gestão mais efetiva das mercadorias.

Um ponto interessante a ser destacado é sobre o conhecimento detalhado e correto do estoque. Afinal, falhas ou dúvidas na hora de dar baixa podem comprometer toda a estratégia. Por isso, existem dois tipos básicos de inventário: o rotativo e o periódico.

No caso do rotativo, o processo é feito por meio de uma contagem pré-determinada. O intervalo de realização pode ser semanal, quinzenal ou mensal. Ou seja, existem períodos cíclicos de atualização do estoque.

Já no periódico, há a realização do inventário no final de um período determinado pela empresa. Isso quer dizer que existe uma análise de possíveis falhas humanas, verificação dos dados e implementação de melhorias.

Como otimizar o processo de inventário de estoque?

Logo abaixo, vamos listar as 3 dicas fundamentais para otimizar o processo de inventário de estoque. Confira agora mesmo!

1. Classifique os produtos

A classificação é o ponto inicial para que haja uma maior produtividade na análise de entradas e saídas dos produtos. Além disso, evita erros e situações de duplicidade na contagem da mesma mercadoria. Fique atento a isso!

2. Utilize tecnologia

A tecnologia é fundamental para trazer mais agilidade, profissionalismo e melhorar a gestão. Essas são características vitais para quem pretende otimizar o processo de inventário de estoque.

O uso de softwares e máquinas de leitura de códigos de barras podem ser muito úteis. Isso também ajuda na hora de realizar a classificação e contagem de produtos.

3. Determine períodos de realização

Já foi dito que existem duas formas principais de se realizar o inventário de estoque. E o ponto-chave para entender qual a melhor estratégia para o seu negócio é saber qual vai o período de realização do processo.

Por exemplo, uma loja de calçados tem um fluxo de vendas muito grande diariamente. Dessa forma, o inventário do tipo rotativo pode ser mais adequado às necessidades desse comércio.

Ao longo do artigo, ficou claro como é importante realizar e, principalmente, dar mais agilidade ao processo de inventário de estoque. Otimização é fruto de muita análise e teste das melhores ferramentas. Aplique algumas de nossas dicas e veja como é possível melhorar o desempenho.

O inventário de estoque ajuda muito na análise da entrada e saída de mercadorias, não é verdade? Pois bem, veja como melhorar a recepção de produtos na sua empresa.
 

Últimas Postagens