Segurança em aeroporto: como funciona a inspeção de bagagens?

A depender da localização e de seu porte, um terminal aeroportuário pode receber diariamente milhares de usuários. São pessoas com origens e destinos variados, transportando objetos e toda sorte de itens consigo ou em bagagens. Por essa e outras razões, a segurança em aeroporto é uma das tarefas mais sensíveis na gestão desse tipo de local, exigindo-se um alto rigor e, ao mesmo tempo, discrição.

Em regra, aeroportos têm uma infraestrutura complexa, dotada de protocolos de segurança e, em determinados casos, uma série de recursos adicionais que dão suporte ao monitoramento ativo de todo o ambiente. Recursos esses que trazem mais agilidade e precisão no processo de verificação de pessoas, cargas, bagagens e objetos, com o objetivo de garantir a tranquilidade do público e a máxima performance sem ser invasivo e/ou transgredir os direitos do cidadão.

A seguir, preparamos um artigo completo mostrando como a segurança em aeroporto é reforçada a partir do uso de tecnologias como o raios X, que permitem a inspeção ágil e precisa de cargas, bagagens e pessoas. Continue a leitura e entenda melhor como tudo acontece!

O que é inspeção de bagagens?

A inspeção de bagagens é, sem dúvida, um dos procedimentos mais importantes a ser executado dentro de um aeroporto quando o assunto é segurança. Isso porque grande parte dos incidentes envolvendo o transporte de materiais não permitidos e produtos ilícitos ocorre com a ocultação deles dentro de bagagens pessoais.

Esse é um risco que os administradores de aeroportos correm todos os dias. Com um alto fluxo de pessoas entrando e saindo, é bastante difícil controlar a licitude e segurança de tudo que os usuários dos serviços aeroportuários trazem consigo ou em bagagens.

Nesse contexto, a inspeção de bagagens é um procedimento indispensável. É uma maneira eficiente de se atenuar os riscos citados, verificando detalhadamente o conteúdo de embalagens, bagagens e quaisquer itens de propriedade do usuário ao adentrar na zona de embarque dos aeroportos.

Na maioria dos casos, a inspeção é realizada antes de se ingressar na área de embarque. Ou seja, ainda que seja possível entrar no aeroporto sem passar por uma inspeção, não é possível embarcar nas aeronaves sem passar pelos terminais de verificação.

Por que essa inspeção se tornou tão importante e rigorosa?

Devido às ondas de ataque, evolução da violência e periculosidade a que somos expostos em todos os lugares — como crimes contra o patrimônio, contrabando de armas, materiais explosivos, além da comercialização de drogas —, a segurança em aeroportos precisou ser intensificada nos últimos anos.

Locais com um volume maior de pessoas acaba sendo um alvo mais específico de indivíduos mal-intencionados. Os aeroportos são um dos pontos principais, pois, além do acúmulo de pessoas, é um meio de deslocamento para outros locais, viabilizando o trânsito de drogas, armas e explosivos.

Nesse contexto, as autoridades públicas, assim como as empresas privadas responsáveis pela administração de aeroportos, tiveram que modernizar a infraestrutura desses locais, investindo cada vez mais em novas tecnologias e recursos para prevenir riscos e garantir a tranquilidade de todos que fazem uso do sistema de transporte.

Foi a partir desses investimentos e modernização que, hoje, a inspeção de bagagens é mais eficiente, confiável e ágil, atendendo bem às necessidades de segurança de um ambiente tão complexo como o de um aeroporto.

Qual a principal dificuldade no processo de inspeção?

A grande dificuldade no processo de inspeção de bagagens está em garantir a agilidade sem prejudicar a sua eficiência. Isso porque esse procedimento precisa ser rápido, ao passo que também depende de uma análise minuciosa, a fim de que falhas e rupturas na segurança não ocorram.

No entanto, como dito, em aeroportos o fluxo de pessoas pode ser bastante intenso, exigindo não só pessoal treinado, mas uma série de recursos adicionais para dar suporte ao trabalho de inspeção. É justamente nesse ponto que a tecnologia se faz tão necessária e útil.

A VMI Security, empresa especializada em equipamentos de inspeção de bagagens cargas e pessoas a partir do uso de raios X, por exemplo, oferece uma gama completa de dispositivos de verificação para automatizar o procedimento, garantindo avaliações mais acuradas, confiáveis e rápidas, sobretudo em locais em que se lida com grandes volumes de usuários e cargas — como é o caso dos aeroportos.

A exemplo, citamos a experiência do uso da tecnologia VMI no aeroporto de Florianópolis-SC. O ambiente está passando por uma ampliação nas suas instalações e já está em fase de finalização. Nessa obra, todos os equipamentos de raios X são fornecidos pela VMI.

Por que é importante a segurança em aeroportos com raios X?

Como vimos, a segurança é um quesito de extrema importância dentro de aeroportos. São milhares de pessoas trafegando todos os dias, malas e bagagens entrando e saindo, além da presença de profissionais que fazem com que a infraestrutura opere em conformidade. Por isso, é imprescindível garantir a integridade de todos que ali se encontram.

A tecnologia hoje é uma das principais aliadas nesse aspecto. Ao fornecer equipamentos de inspeção e monitoramento, por exemplo, equipes de segurança e gestores conseguem aumentar a visibilidade sobre tudo que acontece dentro das instalações de um aeroporto, seja na parte acessível ao público, seja nos setores em que há o romaneio de cargas.

O objetivo é sempre aumentar a segurança dos usuários e dos profissionais, impedindo a entrada de materiais proibidos, produtos inflamáveis e quaisquer itens ilícitos no interior de aeronaves. Nesse ponto, os aparelhos baseados em raios X são de extrema importância.

Esses equipamentos são responsáveis por garantir uma avaliação profunda de bagagens, embalagens e quaisquer objetos que os passageiros possam estar portando. Sem a necessidade de abrir as malas ou realizar qualquer procedimento invasivo, os raios X garantem uma inspeção minuciosa do conteúdo desses itens, facilitando a identificação de riscos por parte dos operadores.

Os raios X, então, têm um papel decisivo na segurança de aeroportos na atualidade. Por se tratar de uma tecnologia eficiente e pouco invasiva, é possível ter uma grande precisão no procedimento sem invadir a esfera de intimidade do usuário, gerando transtorno ou qualquer tipo de abuso no seu direito.

Além disso, estamos falando de uma tecnologia ágil, a qual confere mais celeridade ao processo de verificação das malas, reduzindo o tempo de espera dos passageiros e tumultos na zona de embargue. Em resumo, o aparelho de raios X confere mais comodidade ao usuário, mais eficiência ao trabalho dos operadores e mais segurança ao aeroporto de forma geral.

Como funcionam os raios X de aeroporto?

Muitas pessoas já se depararam com um equipamento de raios X em diferentes situações. Apesar de serem mais comuns em locais onde há um grande volume de cargas e pessoas circulando, como em aeroportos e portos, é possível encontrar esses aparelhos em prédios comerciais e ambientes em que há uma grande preocupação com a segurança pessoal e patrimonial.

No entanto, apesar de fazerem parte do cotidiano moderno, ainda é muito comum haver dúvidas sobre o funcionamento de um equipamento de raios X. Como é possível enxergar através de um obstáculo sólido? Como essa imagem é projetada em uma tela? Existem riscos à saúde do usuário ou operador? Essas certamente são perguntas que permeiam a mente de muitos que se deparam com esse tipo de equipamento. Por isso, vamos deixas as coisas mais claras adiante!

Inspeção de bagagens por raios X: como ocorre?

O aparelho de raios X utilizado na inspeção de bagagens em aeroportos funciona com o fundamento semelhante àqueles utilizados por médicos e profissionais da saúde. Na realidade, é como se uma fotografia interna fosse tirada do objeto que está passando pela máquina.

Assim, da mesma forma que os raios X são utilizados para a identificação visual de uma fratura óssea pelo médico, os raios X de bagagens fazem o mesmo, a partir de uma foto tirada quando o volume passa por dentro do equipamento.

Nesse momento, são emitidos feixes de radiação que atravessam a bagagem e mostram na tela do operador uma foto do que realmente está sendo levado no seu interior. Se a pessoa tiver uma faca, isso será mostrado. Se tiver roupa, será mostrado um volume de itens orgânicos.

Para que seja possível a visualização dos objetos internos de um volume por imagem, a representação visual é dividida por cores, a depender da composição do item. Itens orgânicos, metais, metais leves, por exemplo, são detectados com cores diferentes, devido às suas diferentes densidades e características químicas.

Dessa forma, o que é mostrado na tela é realmente uma fotografia do que tem dentro do volume inspecionado. Inclusive, vale mencionar que um dos motivos para se pedir que os notebooks sejam retirados das malas é pelo fato desse dispositivo ter uma placa de componentes eletrônicos grande, que impedem a passagem dos raios e dificultam a visualização dos itens que se encontram atrás dela.

Esse procedimento é prejudicial à saúde?

Apesar de haver a presença de radiação em sua operação, na prática, os equipamentos de raios X para bagagens, malas e afins não causam nenhum dano ou risco à integridade e saúde de quem está operando ou de quem está passando a bagagem. Isso porque o equipamento é desenvolvido para escanear os volumes de forma direcionada. Isso significa que os raios são disparados somente no espaço em que o objeto verificado está.

O equipamento tem um túnel por onde o volume entra e, a partir do momento que passa pela cortina de chumbo, ele é escaneado. Quando sai, já não tem mais radiação. A radiação só é emitida quando a bagagem está no interior do equipamento. Além disso, existem cortinas de chumbo que impedem qualquer emissão externa dos raios.

É dessa forma que o dispositivo faz a verificação de todos os itens. No caso dos produtos fornecidos pela VMI, a segurança no uso é ainda mais reforçada. Prova disso é que a empresa tem licença do CNEN (Conselho Nacional de Energia Nuclear) para produção e comercialização dos seus equipamentos. Para obter essa licença é necessário passar por diversas avaliações, além de atender a normas e regulamentações técnicas do setor.

Outra garantia de que os equipamentos VMI são altamente seguros e confiáveis é que todos os técnicos que os manuseiam diariamente, estando mais expostos à radiação, não desenvolveram qualquer problema de saúde. Todos esses profissionais são avaliados ativamente, passando por um dosímetro junto ao corpo todos os dias.

Quais as vantagens de contar com a VMI Security?

Por fim, não há dúvidas de que a segurança é um dos pontos mais importantes a serem reforçados em aeroportos. Hoje, os riscos existem, isso é um fato, mas, com as ferramentas certas, profissionais treinados e apoio da tecnologia, é possível minimizar bastante a ocorrências de incidentes que exponham a integridade das pessoas em aeroportos.

Por isso, investir em soluções voltadas para a prevenção de perigos é a medida mais indicada, além de ser a forma mais econômica de gestores imprimirem mais rigor aos processos internos de segurança.

Nesse contexto, a VMI Security dá a sua contribuição ao oferecer ao mercado o que há de mais moderno e eficiente em termos de verificação de volumes pessoais, cargas e bagagens. Com larga experiência no segmento, a empresa tem uma atuação bastante significativa na otimização da segurança em ambientes que lidam com um grande fluxo de pessoas, como:

  • aeroportos;
  • portos;
  • grandes eventos;
  • instalações comerciais;
  • hotéis;
  • bancos;
  • tribunais e afins.

A VMI está em constante inovação e desenvolvimento de melhores soluções para o mundo em inspeção de segurança. Em virtude de sua vasta experiência, oferece as melhores soluções em qualquer âmbito de atuação no ramo de raios X, disponibilizando todo o apoio e suporte técnico de que o cliente precisa para a inspeção de:

  • contêineres;
  • paletes;
  • bagagens;
  • veículos etc.

Além disso, fornece equipamentos para a para laudos periciais, detectores de metal e de narcóticos/explosivos, garantindo a máxima segurança e tranquilidade em qualquer tipo de ambiente.

Todos eles associados a softwares personalizados para cada nicho de atuação, permitindo uma integração mais simples com sistemas de informação internos e, consequentemente, o reforço da segurança. No caso dos aeroportos, como foi possível analisar, os equipamentos de raios X da VMI têm uma aplicação diferenciada e altamente eficaz.

Então, o que achou de aprender um pouco mais sobre segurança em aeroporto? Nosso artigo foi informativo? Aproveite e assine nossa newsletter para receber mais conteúdos como este em primeira mão!

Últimas Postagens