Erros na estocagem podem comprometer a eficiência e a lucratividade de uma empresa. Um bom armazenamento de cargas é essencial para que se mantenha a qualidade das operações não apenas no setor logístico, mas também nas demais áreas que dependem desses processos.

Nesse sentido, ter alguns cuidados fundamentais na armazenagem de cargas nos centros de distribuição podem facilitar os processos e, até mesmo, refletir nas vendas. O maior controle dos insumos e produtos, por exemplo, pode evitar prejuízos financeiros e trazer mais agilidade para as operações.

Neste post, você vai conhecer os principais cuidados para o armazenamento de cargas. Confira!

1. Saber qual é o tipo de carga

Cada tipo de carga (pesada, seca, tóxica etc.) exige determinadas condições de armazenamento. Nesse contexto, é importante saber as características do carregamento, como nível de toxicidade, perecibilidade, peso, temperatura ideal, dentre outras. Tudo isso facilita na hora de determinar espaços adequados e fazer a armazenagem correta.

Cargas perigosas — como materiais inflamáveis, itens radioativos e substâncias tóxicas ou corrosivas — exigem cuidados específicos para que a integridade física dos trabalhadores não seja comprometida. Dessa maneira, elas devem ser armazenadas em locais separados e que sigam as medidas de segurança adequadas.

2. Embalar corretamente

Outro fator importante no armazenamento é a embalagem. Ela deve estar intacta para que os produtos sejam conservados por mais tempo, além de permitir uma fácil identificação do seu conteúdo. É válido ainda fazer uma inspeção para verificar se o invólucro mantém a proteção das mercadorias.

3. Cuidar da sinalização

A correta sinalização evita erros e problemas que podem comprometer a segurança na empresa. Dessa forma, avisos e sinais devem estar bem visíveis para que os profissionais responsáveis pelo manuseio das cargas consigam acessar e movimentar as mercadorias e outros materiais sem dificuldades.

Além de trazer mais segurança, sinalizar adequadamente pode evitar acidentes de trabalho e avarias às mercadorias. Com isso, também há redução de custos.

4. Determinar espaços

Cada insumo ou mercadoria deve ser guardado em um ambiente específico, que atenda às condições adequadas para aquele tipo de material, como de temperatura, exposição à luz etc. Com a correta armazenagem dos produtos, é possível ter um controle de cargas mais eficiente.

Nesse contexto, é importante implantar um sistema organizado e preparado para evitar falhas e desperdícios. Essa otimização dos espaços não só torna os processos mais dinâmicos, mas traz uma melhoria para a qualidade das atividades.

5. Fazer uso de equipamentos adequados

Assim como em outras áreas, as tecnologias têm ampliado a eficiência do setor logístico. Use equipamentos e outras soluções para facilitar a segurança e o controle do armazenamento de cargas. Raios X e formas de controle de acesso são importantes para combater as perdas de estoque e reduzir as vulnerabilidades dos armazéns.

Ter mais controle de estoque e cuidar atentamente do armazenamento de cargas nos centros de distribuição é crucial para manter a qualidade e a eficiência dos processos nas empresas. Assim, vale implementar essas dicas na sua organização e otimizar as atividades no setor.

Este post foi útil para você? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdos como este diretamente no seu e-mail!