Qual é o impacto da tecnologia no controle de estoque?

Em razão da necessidade de se imprimir rotinas mais organizadas e processos mais eficientes, cada vez mais, as empresas estão apostando na tecnologia como estratégia para garantir performance e competitividade. Um exemplo claro é o uso da tecnologia no controle de estoque.

Hoje, a gestão de estoque exige um grande esforço e uma intensa atenção dentro das empresas, dados os impactos financeiros que erros nessas atividades podem ocasionar. Além disso, em negócios em que se lida com uma grande variedade de produtos, há sempre a necessidade de se organizar e controlar tudo de maneira robusta e precisa.

Por isso, sabendo da importância da inovação para o bom controle de estoque nas empresas, preparamos este artigo para mostrar como novas tecnologias podem contribuir nesse sentido. Acompanhe!

Quais são os desafios da gestão de estoque?

Apesar de ser uma das áreas mais importantes dentro das empresas, a gestão de estoque sofre com alguns entraves. Nesse setor, erros ocasionados pela falta de visibilidade e controle ainda costumam ser recorrentes, o que acaba por gerar grandes prejuízos financeiros.

A seguir, listamos alguns dos desafios mais comuns no controle de estoque na atualidade e que podem ser contornados com o apoio da tecnologia. Confira!

Processos manuais

Um dos maiores desafios enfrentados pelas empresas no quesito controle de estoque é, sem dúvidas, a utilização de processos manuais. Muitos negócios ainda insistem em empregar metodologias antigas, sem nenhum tipo de automação e totalmente dependentes dos recursos humanos.

Nos parâmetros atuais do mercado, em que a tecnologia se faz cada vez mais necessária, ir contra essa realidade é dar margem para que a empresa sofra com gastos desnecessários, retrabalho, erros recorrentes e baixa performance operacional.

Descentralização dos dados e informações

Reflexo da utilização de processos manuais e da baixa informatização, a descentralização dos dados e informações também figura como um grande desafio no controle de estoque.

Com dados espalhados por diferentes documentos e planilhas, nem sempre os gestores conseguem ter a visibilidade necessária para avaliar a performance do estoque, suas demandas e os pontos de atenção.

Em geral, isso prejudica o uso inteligente dos dados, impedindo que informações estratégicas sejam empregadas na tomada de decisão. Ou seja, perde-se competitividade por não haver meios suficientemente eficientes para gerir e centralizar as informações do estoque da empresa.

Qual a importância da tecnologia no controle de estoque?

Dentro da realidade do controle de estoque, a tecnologia tem um papel primordial. Como se viu, a ausência dela é causa de uma série de entraves e desafios no dia a dia de operações.

Por outro lado, em ambientes tecnológicos, com algum nível de automação, por exemplo, a tendência é que diferentes vantagens sejam observadas.

Para comprovar, a seguir, listamos alguns pontos que revelam a importância da tecnologia para o estoque. Acompanhe!

Redução do desperdício

A redução do desperdício é um dos principais quesitos em que a tecnologia pode contribuir para as empresas. A utilização de processos automatizados e equipamentos modernos, por exemplo, pode otimizar o controle das mercadorias dentro do estoque, evitando o descontrole quanto às datas de vencimento, à localização, à quantidade e muito mais.

Em geral, esse controle otimizado é a base para que o negócio consiga avaliar o volume do seu estoque, repondo-o na quantidade e no tempo certo, evitando desperdício pela expiração dos prazos de validade, por exemplo.

Do mesmo modo, a tecnologia também pode auxiliar no armazenamento dos produtos, organizando-os de maneira mais eficiente, de modo a evitar deslocamentos desnecessários, sobretudo, quando tratamos de itens frágeis, que podem ser danificados.

Reposição mais eficaz

A empresa que se apoia no uso da tecnologia também consegue imprimir um fluxo de reposição do estoque muito mais preciso. A partir da coleta e da centralização de dados promovidos por sistemas e softwares, por exemplo, os gestores têm mais visibilidade sobre os armazéns.

Essa visibilidade é a chave para uma gestão mais pontual, em que se prioriza a reposição dos itens certos, no tempo adequado. Além de otimizar o uso do capital da empresa, isso evita a ruptura nos estoques ou mesmo o excesso de produtos com baixo giro e que acabam por ocupar o armazém.

Inventário mais bem documentado

Por fim, a tecnologia também é de suma importância na documentação do inventário das empresas. É por meio desse expediente que os gestores têm condições de conhecer a totalidade de produtos estocados e que podem ser comercializados.

Nesse sentido, hoje, soluções tecnológicas substituem os ultrapassados métodos de controle manuais, os quais são extremamente burocráticos e morosos, além de ineficientes na documentação de grandes estoques.

Por que utilizar raio-X para controle de estoque na empresa?

Além dos pontos destacados, as inovações tecnológicas são responsáveis por diversas outras melhorias no controle de estoque. Nesse sentido, citamos o diferencial do raio-X, uma tecnologia inovadora e que pode aumentar não só a segurança na entrada e saída de mercadorias em armazéns, mas também a agilidade nos processos de conferência.

Soluções robustas e modernas, como as oferecidas pela VMI Security, são capazes de otimizar todo o processo de inspeção, por exemplo, em paletes e volumes pequenos e médios.

Com equipamentos de raio-X voltados para as necessidades de armazéns, transportadoras e distribuidores logísticos, é possível identificar o conteúdo de cargas e embalagens com nitidez, garantindo total segurança e precisão ao fluxo de mercadorias em estoques.

A VMI também disponibiliza soluções de raio-X para serem empregadas em cargas maiores, como contêineres e caminhões. Por meio de scanners de livre fluxo, é possível fazer a verificação de itens, até mesmo com o veículo em movimento.

Quais são os erros que a tecnologia pode evitar?

Por fim, como foi possível perceber, a tecnologia, de modo geral, é uma das grandes aliadas das empresas no quesito controle de estoque. Por esse motivo, seguir pelo caminho da inovação, sem dúvidas, hoje, é uma das principais maneiras de os negócios otimizarem seus processos, reduzirem custos e aumentarem a segurança das atividades.

No caso da tecnologia de raio-X, não é diferente. Essa tecnologia pode contribuir significativamente para a eficiência operacional das empresas ao evitar uma série de riscos e erros. A título de exemplo, citamos:

  • descontrole no acesso de mercadorias para dentro da empresa;
  • acesso de pessoas e objetos não permitidos em certos ambientes;
  • atrasos no recebimento e envio de remessas;
  • rupturas na segurança por ausência de mecanismos de proteção — como é o caso dos equipamentos de raio-X;
  • recebimento de produtos ilícitos por falta de verificação;
  • entrada e saída de produtos perigosos da empresa;
  • entre outros.

Portanto, fica nítido que a tecnologia no controle de estoque, hoje, é mais uma questão de necessidade do que apenas um diferencial. Não por outro motivo, as organizações estão investindo cada vez mais em inovação.

Então, gostou deste artigo? Tem interesse em levar a inovação para dentro da sua empresa? Entre em contato conosco e conheça as soluções VMI!

Últimas Postagens