Como funciona o plano de segurança para atividades com explosivo?

O plano de segurança para atividades com explosivo é muito importante para as empresas. O não cumprimento dele pode comprometer a segurança da instituição e ainda levar a autuações e notificações dos agentes de fiscalização.

Tem dúvidas sobre o assunto? Entenda mais sobre o que é o plano de segurança e como ele funciona, neste texto!

O que é o plano de segurança para atividades com explosivo?

O plano de segurança para atividades com explosivos é um documento que contém as medidas de proteção implementadas na organização para lidar com materiais e substâncias explosivas. São eles os que têm súbito desenvolvimento de pressão, grande liberação de calor e rápida decomposição em produtos mais estáveis, após serem iniciados.

As atividades com esse tipo de material devem obedecer às normas do Exército Brasileiro, especialmente o Regulamento para Fiscalização de Produtos Controlados (R-105). Se autorizadas a usar itens explosivos, as empresas devem ter um gestor de segurança, responsável por planejar e supervisionar as medidas detalhadas no plano.

Quais são os principais elementos do plano de segurança para atividades com explosivos?

plano de segurança para atividades com explosivos tem caráter sigiloso e deve detalhar o sistema de segurança definido para manipulação desses itens perigosos. Confira, a seguir, as principais normas e medidas que devem estar no documento.

Medidas de segurança física de instalação

No plano, é preciso apresentar as medidas que serão utilizadas para a segurança física das instalações internas da empresa, como:

  • acessos e bloqueios físicos;
  • segurança eletrônica — inclusive alarmes e sistema de circuito fechado de televisão (CFTV);
  • procedimentos de controle de acesso;
  • sinalização adequada;
  • medidas de contingência e órgãos de segurança a serem acionados em caso de emergência.

Medidas de segurança para o transporte de explosivos

Também é importante destacar como será realizado o transporte desse material, que inclui:

  • condições dos caminhões e veículos — que devem ter capacidade de bloqueio do compartimento de carga e travamento do veículo;
  • condições das embalagens e equipamentos empregados;
  • critérios de seleção, controle e treinamento de motoristas e outros colaboradores;
  • plano de conduta em caso de sinistros;
  • definição e registro de rotas, horários e outros dados do transporte de explosivos.

Medidas de segurança no setor de expedição

Para o setor responsável pela liberação de mercadorias a terceiros, em locais que têm atividades com explosivos, é relevante definir:

  • áreas com restrição ao uso de celulares e outros dispositivos móveis;
  • cuidados e critérios necessários para a seleção de pessoal.

Normas de carregamento de explosivos

Também devem estar no plano as normas para manuseio e carregamento de explosivos. Algumas diretrizes comuns são:

  • as operações de carga e descarga devem ser realizadas com registro de vídeo;
  • durante os procedimentos, a área de carregamento deve ser isolada;
  • os serviços de carga e descarga devem ser feitos com iluminação adequada e, de preferência, durante o dia e com tempo bom;
  • cada operação deve ser registrada com dados e assinatura dos funcionários envolvidos e identificação dos explosivos e acessórios empregados.

Por fim, vale lembrar que o plano de segurança para atividades com explosivo não é imutável. Ele pode ser alterado pela empresa quando for preciso para evitar erros de segurança. Contudo, o documento deve ser reapresentado aos órgãos de fiscalização.

Procurando soluções de segurança para a sua empresa? Então, entre em contato conosco!

Últimas Postagens