Medidas de segurança para shows: confira o que é necessário!

Garantir que um espetáculo ocorra sem incidências pode ser um grande desafio. Entre milhares de pessoas se divertindo e a distração representada pela música, pelo cenário e pelos artistas, a segurança para shows é um tema que exige bastante conhecimento e a execução de uma série de medidas preventivas.

A realização de um show pode representar números extraordinários de pessoas. Se um evento de pequeno porte pode chegar a 10 mil espectadores, um de grande porte supera os 20 mil. Para exemplificar, uma casa de shows de tamanho médio recebe cerca de 4 mil pessoas, enquanto um estádio pode chegar a receber 40 mil.

Garantir a segurança de todo esse público não é fácil. Para isso, a Lei N°18363 estabelece normas que visam a assegurar que os participantes e a comunidade não sofram problemas ou incidentes. Entre os requisitos, estão medidas para evitar o impacto à ordem pública e acidentes que representem perigo à integridade física de espectadores, funcionários e artistas.

Continue lendo este artigo e veja quais são as medidas de segurança que você deve considerar na hora de planejar um evento desse tipo.

Planejamento em etapas

O planejamento de um evento requere pensar em três etapas: o antes, o durante e o depois. Em cada uma delas, será necessário tomar decisões e prever riscos, além de planejar, executar e monitorar uma série de medidas de segurança.

Antes do evento

Nas fases prévias, é necessário analisar o ambiente e a estrutura disponível, estudando seus acessos e suas rotas de fuga. Com base nisso, deve ser criado um roteiro de ações, incluindo também quais equipamentos de segurança serão usados para bloquear o acesso de objetos perigosos e garantir que não ocorram incidências durante a realização do evento.

Durante o evento

Em uma situação que envolve quantidades tão altas de pessoas, é muito provável que nem tudo aconteça exatamente dentro do que foi planejado.

Por isso, é necessário estar atento todo o tempo, priorizando a comunicação entre a equipe de segurança e estando alerta para a necessidade de ações emergenciais.

Depois do evento

Uma vez concluído o evento, deve-se avaliar todas as ocorrências, criando dados históricos para serem usados no planejamento de futuros espetáculos.

Contratação de um gestor de segurança em eventos

Para garantir o correto planejamento na segurança para shows, uma boa opção é contar com um gestor de segurança em eventos.

Assim como o gestor de segurança privada, esse profissional está preparado para desempenhar o papel central de um plano de segurança, mapeando e tratando riscos, além de ser responsável por capacitar e treinar a equipe, mantendo uma perspectiva global de todo o processo.

Prevenção e mitigação de acidentes

Sendo um acontecimento que envolve tantos riscos e um alto grau de imprevisibilidade, contratar um seguro pode ser uma boa ideia. Uma cobertura pode ser muito útil caso seja necessário indenizar pessoas envolvidas em acidentes, principalmente se essas ocorrências chegam a provocar a morte ou a invalidez de alguém.

Além disso, também é importante contratar uma opção de atendimento médico de emergência, para incidências menos graves, e ambulâncias, caso seja necessário deslocar alguém até um hospital.

Controle de pertences pessoais

Neste ponto, começa-se a interagir mais diretamente com o público do evento. No momento da entrada das pessoas, é necessário verificar os objetos que trazem consigo.

Objetos pontiagudos, garrafas de vidro e latas de alumínio devem ficar do lado de fora, assim como qualquer outro item que represente algum tipo de ameaça à vida e à integridade física de alguém.

Revista obrigatória em segurança para shows

Desde agosto de 2016, a revista é obrigatória em eventos fechados e com mais de mil pessoas.

A iniciativa, aprovada pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, teve como objetivo evitar o acesso de pessoas com armas de fogo, objetos perigosos ou em posse de substâncias ilícitas.

Os requisitos para essa revista se encontram no Projeto de Lei 4627/16, que motivou o regulamento. Segundo ele, os promotores do evento são responsáveis por revistar o público participante, podendo realizar essa atividade manualmente ou por meio de pórticos e aparelhos eletrônicos.

Para a empresa que descumpra essa exigência, a multa pode variar entre os valores de R$ 100 mil e R$ 300 mil, as quais também se aplicam caso sejam realizadas revistas degradantes à integridade do revistado.

Na hora de realizar a revista, os promotores do evento devem se assegurar de revistar bolsas e mochilas, verificar o ingresso e o documento das pessoas e buscar por objetos e substâncias não permitidos ou ilícitos.

Revista manual

Nesse caso, a revista deve ser realizada por uma pessoa do mesmo sexo do indivíduo revistado. Não é permitido empregar qualquer tipo de tratamento degradante, preservando sempre a dignidade e a integridade da pessoa revistada.

Revista por meio de aparelhos eletrônicos

A segurança privada é um setor em constante avanço tecnológico. Nesse sentido, existe uma série de aparelhos que podem ser utilizados a favor dos promotores do evento, melhorando o processo de revista, evitando incidências no tratamento interpessoal e garantindo que objetos proibidos não sejam levados para dentro do ambiente de realização do evento.

Para a revista pessoal e de mochilas, podem ser utilizados o raio X e o scanner para show. Pórticos também podem ser úteis para a detecção de metais, além de representar importantes ganhos em agilidade e redução de falhas no processo.

Já no caso de uma perspectiva geral, a tecnologia também pode ser aproveitada. Câmeras de monitoramento, sistemas de comunicação, alarme e sinalização são úteis para monitorar possíveis incidências durante a realização do evento.

Em ambientes com grandes quantidades de pessoas e com alto risco de incidências, os esforços dedicados à garantia da proteção de todos são investimentos. A proporção dos prejuízos que um acidente pode representar é enorme. Por isso, devem ser tomadas todas as medidas possíveis na segurança para shows.

Se você gostou deste artigo e deseja continuar recebendo materiais sobre segurança privada, assine a nossa newsletter! Enviaremos os melhores conteúdos para que você continue garantindo a proteção e o bem-estar das pessoas sob sua responsabilidade.

Últimas Postagens